spyzie iphone spy news

8 Formas para Ajudá-lo a se ver livre do Vício em Celular

Em palavras claras e diretas, o vício em celular é um dos problemas que mais tem crescido em tempos modernos. Com os smartphones, especialmente a partir da formas que os conhecemos hoje em dia, torna-se difícil entender as implicações futuras do vício em celular, mas os cientistas já têm uma ideia sobre o assunto.

É seguro dizer que este tipo de vício não é benéfico para o bem-estar da pessoa.

Há o risco deste causar depressão, estresse e ansiedade, riscos que são acrescidos exponencialmente pelo uso de celular, impedindo-nos de aproveitar nossas vidas, pois passamos a maior parte do tempo em feed de notícias do Facebook, postagens no Instagram ou conferindo os últimos memes.

Se você pensa ‘estou viciado no meu celular’, mostraremos aqui tudo que você precisa saber.

livre-se do vício em celular

Por que você está viciado em celular?

Como mencionado anteriormente, o vício em celular é um conceito um tanto quanto estranho sobre o qual se fala, sendo que se trata de algo novo e que nossa geração é sua cobaia a fim de verificar o que acontecerá no futuro. Embora o primeiro smartphone só tenha sido lançado em 1992, os que conhecemos atualmente só existem há cerca de dez anos, a partir do lançamento do primeiro iPhone em 2007.

Atualmente, qualquer pessoa comum verifica seu celular cerca de 110 vezes ao dia, enquanto outras extremamente viciadas o fazem cerca de 900 vezes (37.5 vezes a hora). No entanto, a pergunta não tem resposta.

Esta é uma questão muito complexa e que, de fato, varia de pessoa para pessoa. O motivo mais claro é que smartphones são desenvolvidos para que queiramos usá-los. De telas fáceis de usar, carregamentos rápidos, cantos curvados, o enfoque em desenvolver-se a interface de usuário perfeita, nossos smartphones são feitos para nos entregar a melhor experiência possível.

Contudo, a causa é mais profunda do que somente isso.

Uma ideia comum é que nossos celulares são, como muitos os consideram, extensões de nós mesmos. Se você perder seu celular ou deixá-lo cair, você sente um calafrio de pânico ou ansiedade por alguns momentos só de cogitar tais situações?

Outro conceito é que acreditamos que nossos celulares podem ajudar-nos a melhorar relacionamentos que temos com as pessoas em nossas vidas. Ao olharmos fotos para nos ajudar a invocar memórias dos melhores tempos da vida a conversar com pessoas com quem nos importamos, acreditamos que nossos celulares são capazes de nos ajudar a nutrir e manter nossos laços humanos.

Como se pode perceber, há muitos motivos por que o vício em celular pode afetar as nossas vidas. Deste modo, é importante que tentemos vencê-lo.

8 Formas de Livrar-se do Vício em Celular

Para ajudá-lo a desvendar seu possível vício em celular, temos aqui oito formas que podem ajudá-lo a combatê-lo.

#1 - Defina limites de tempo

Não há como você começar a usar menos seu celular sem que antes tenha uma ideia de quanto tempo você tem gastado com ele. Para começar, defina um limite de tempo em seus aplicativos usando um programa conhecido como Spyzie. Esta é uma solução para monitoramento de telefone com o qual você poderá limitar o tempo de um aplicativo ou bloqueá-lo, cortando assim o tempo que você passa no seu dispositivo.

Contudo, o Spyzie tem outras funções além desta. Você pode rastrear e monitorar seu aparelho, permitindo que você veja o quanto tem enviado mensagens ou ligado para pessoas, o quão frequentemente você tem jogado jogos ou gastado tempo em redes sociais. Isso lhe permite tornar-se consciente de quanto tempo você está gastando no seu celular.

Vício em celular - Defina limites

#2 - Fora da vista, fora da mente

É provável que seu celular esteja bem ao seu lado neste instante ou no seu bolso, o que significa que você está ciente da sua existência. Colocar seu celular em uma gaveta ou escondê-lo em algum lugar do seu escritório pode ajudá-lo a resolver o problema, tornando assim menos constante sua inclinação de verificá-lo.

Vício em celular

#3 - Mude sua forma de pensar

Quando você diz algo como: “Vou começar cortando uma hora de uso de celular por dia”, esta pode ser uma forma negativa de encarar todo o processo. Ao invés disso, tente sentir-se motivado e inspirado a melhorar a sua vida.

Por exemplo, você poderia dizer algo como: “Vou usar meu telefone apenas duas horas por dia”. Deste modo, você estaria colocando um objetivo para o qual almejar.

#4 - Use um contador

O que você faz ao usar seu dispositivo? Trata-se de um ciclo sem fim no qual você verifica e-mails, Facebook, Instagram, Snapchat e seus aplicativos favorito de memes e então começa tudo de novo? É assim que máquinas caça-níqueis funcionam pois elas o colocam em uma zona de conforto, deixando-o fazer as mesmas ações sem parar.

Em vez disso, defina um contador de tempo no seu celular por dez minutos, entre em seus aplicativos durante este período e então foque em outra coisa.

#5 - Encontre um hobby substituto

Quando você começar a monitorar o tempo do seu próprio telefone, você descobrirá que estava gastando mais do que o tempo médio de 4 horas por dia em seu aparelho. Você instantaneamente definirá uma meta de cortar este uso para apenas uma hora por dia, o que significará que você já terá 3 horas livres a mais no seu dia.

Você poderá, por exemplo, estudar fotografia ou uma nova língua, exercitar-se mais ou gastar mais tempo com as pessoas que você ama. Descubra o que você quer fazer com o tempo que você reencontrou na sua agenda.

#6 - Pare de conferir seu Telefone logo pela Manhã

Qual é a primeira coisa que você faz ao acordar pela manhã? É provável que você confira o seu celular. Contudo, se esta é a primeira coisa que você faz durante as manhãs, você provavelmente está se preparando para um dia todo de uso de celular.

Em vez disso, tente evitar utilizar seu celular pela primeira hora do dia ou mantenha a mente focada em preparar-se para o dia que você terá pela frente.

Viciado em meu celular

#7 - Desligue seu celular

Assim como no ponto #2, desligar seu celular quando você não precisa dele é uma ótima maneira de cortar o uso de celular pois isto minimiza o risco de se cair em tentação. Por exemplo, tente desligar seu telefone quando você entrar em seu carro já que você não deveria usá-lo nessas condições.

Isso significa que quando você chegar ao seu destino, você não se sentirá tentado a verificá-lo assim que parar o carro e poderá focar nas pessoas e ambientes ao seu redor.

#8 - Preste atenção a eventos de verdade

Aliado às considerações acima, é importante que você comece a mudar o foco que antes estava em postagens no Facebook, Instragram ou Snapchat e mova-o em direção das pessoas diante de você.

Você está sentado próximo a alguém no ônibus ou em um restaurante? Por que não tentar entabular uma conversa com eles, mesmo que sejam completos estranhos a você?

Mesmo que estejam no seu telefone e você esteja reticente em abordá-los, talvez por medo de rejeição, tenha em mente que todo ser humano quer conectar-se com outros, motivo pelo qual ficarão felizes com a oportunidade de conversar.

Como você pode notar, há diversas abordagens que você pode utilizar quando se está tentando lidar com o problema do vício em celular.

Utilize o Spyzie. Você pode instalá-lo rapidamente no seu celular ou tablet e começar a monitorar, definindo e restringindo o uso do seu celular de modo que você possa focar em outras coisas e potencialmente mudar sua vida para melhor.

Não sabe se este é o melhor programa para você? Faça o download da versão gratuita de testes e comece hoje mesmo!

Tópicos

Android Controle
Contatos
Monitoramento
Kik
Espionagem
Rastreamento
Instagram
Snapchat
Gerenciador de Senha
Registro de Chamadas
WhatsApp
Lembretes: Todos os aplicativos ou ferramentas apresentados neste artigo devem ser apenas para uso legal. Por favor, siga os Termos & Uso e Acordo de Licença de Usuário Final (EULA) antes de tentar qualquer um deles. Quaisquer consequências do uso indevido devem ser suportadas pelos usuários.
Home > Como fazer > Dicas de Anti-Vício > 8 Formas para Ajudá-lo a se ver livre do Vício em Celular
Experimente Agora
Topo